Original

myfreecopyright.com registered & protected

domingo, 16 de outubro de 2011

Independente


Esse final de semana estamos em Porto Alegre comemorando várias datas especiais:
-Dia das Crianças, o primeiro do Luke!
-Batizado do Lucas (que foi cancelado porque o vovô Felipão passou mal e ficou internado, mas tá bem graças a Deus). Agora é só conciliar outra data q os 3 padrinhos e a gente possa batizar e remarcar.
-Meu aniversário, que é dia 18 mas antecipamos a comemoração (35 que vou manter pelos próximos 5 anos)
-Nosso 7º aniversário de casamento.



Então que tive várias saídas sem o Lucas que mais uma vez mostrou que nem sentiu minha falta rs. Ficou super bem com a vovó e vovô, uma tarde com o papai e nenhum choro em nenhuma dessas ocasiões.
Fiquei muito feliz e com uma sensação boa de estar no caminho certo.
Sempre tem um ou outro pra dizer que meu jeito vai tornar meu filho dependente. Mas sempre fui muito segura quanto a isso. Amor demais não prejudica.
Existe um abismo de diferença entre ser uma mãe carinhosa, atenta, amorosa que acredita no poder do afeto e ser uma mãe tóxica e superprotetora.
Muita gente ainda confunde generalizado avaliando superficialmente.
Tem gente que nem conhece o outro, sabe duas ou três coisas a respeito, mas já tem uma conclusão ou "diagnóstico" completo fazendo um julgamento raso a respeito.
Ainda bem que sou muito segura quanto minhas escolhas como mãe e nunca dei bola pra quem deu pitaco. Nem me incomodo.
Tudo é uma questão de tempo, do momento apropriado pras coisas acontecerem.
Não dá pra acostumar ele a certas coisas que só acontecem vez ou outra quando estamos em viagem. Nem provocar ansiedade nas fases de angústia de separação. Mãe sabe quando pode e quando não pode.
O vínculo faz a gente conhecer muito bem nossos filhos e saber exatamente seus limites e condições.
É esse mesmo vínculo que torna o bebê seguro. Como diz a minha amiga Adri: a mãe tá muito forte dentro dele.
O Lucas é tudo de bom e me encheu de orgulho se mostrando independente.
Eu brinco que eu sim sou dependente dele porque fico louca de saudades.

Foi a primeira vez que eu e o Beto saímos pra namorar sozinhos, sem ele, almoçamos juntos só os 2 e foi tudo bem. Preferi de dia, a noite eu que acordo muito cedo também já estou cansada e como ele não ta no quartinho dele, se acordar a noite pode estranhar o ambiente e eu prefiro ser a 1ª pessoa que ele vê se acordar assustado.

Obrigada filho, mamãe te ama muito!! Foi um presentão!


- Posted using BlogPress from my iPad

3 comentários:

Vanessa Figueiredo disse...

Me sinto bem dessa forma quando deixo a Sophia com alguém, algumas pessoas também dizem que o jeito que a crio podia deixá-la dependente de mim, mas não deixou mesmo, quando volto ela demontra ter sentido minha falta, mas não demonstra nenhum desespero por eu estar loge, à um mês deixei ela dormir na vovó sem eu, pra ela deu tudo certo, já pra mim não foi tão tranquilo assim...hehehe...nós é que ficamos dependentes deles mesmo...
Beijos
Vanessa Figueiredo
http://vanessinhafigueiredo.com

Bettina disse...

Nossa, quantas datas! Parabéns por todos! Aqui fazemos 7 anos de casados também, mas dia 29!

Também acho que amor demais, cuidados e a presença constante deixam os filhos mais seguros do ue inseguros!

Beijos!

Pris Scheidegger disse...

Nossa!!! Muitas datas especiais mesmo!! Amiga, desejo tudo de bom pra vc. Feliz aniversário!!! Felicidades sempre. Fico muito feliz de saber que o Luke é um menino de ouro. Bjsss