Original

myfreecopyright.com registered & protected

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

As minhas dicas pra mamães de 1ª viagem

Fonte: I heart it
Esse blog é um registro pessoal para meu filho, com relatos do que acontece com a gente pra um dia lá na frente, quem sabe, ele ler e saber como ele foi gerado com amor, recebido com amor, criado com amor rs...e pra eu lembrar dessa fase maravilhosa com detalhes que não quero esquecer.

Mas são tantas gurias queridas que vem aqui elogiar o blog e agradecer que resolvi deixar algumas dicas minhas, das coisas que aprendi na prática e não nos livros, algumas com dicas de amigas mães reais, outras virtuais que conheci aqui e muitas que meu filho mesmo me ensinou. Com toda humildade, porque acredito que a gente aprende mesmo com o filho da gente, então a experiência de cada mãe é singular, o que vale pra mim pode não valer pra você...É mais como: aqui é assim que funciona do que um faça que nem eu.

O que eu gostaria de saber antes de ter um bebê:

- Prepare-se fisicamente se puderes. (Eu não poderia porque fiz muito repouso, mas quem puder o faça)
Você vai precisar força física e resistência pra cuidar do bebê. Se é das minhas que adora dar um colinho precisará de braços e costas resistentes.
- Ao invés de ouvir o "durma agora porque depois não vai mais dormir" eu penso que seria melhor "já vai reduzindo as horas de sono pra ir se acostumando". Comece a acordar cedo entre 6 e 7h todos os dias, inclusive sábado e domingo.

Depois que o bebê nasceu
- Nos 1ºs 3 meses do bebê evite produtos com lactose. Nada de leite de vaca, requeijão, queijos, iogurtes. Mesmo que seu bebê não tenha alergia isso vai ajudar muito a evitar cólicas. Também é bom evitar feijão, couves, saladas cruas, temperos e frutas cítricas. (nada científico, apenas minha experiência na prática). Além de fazer bem para seu bebê isso vai ajudar a perder a maior parte do peso adquirido na gravidez, mesmo comendo bastante pra ter energia pra amamentar e cuidar do recém nascido.

Mãe também erra
-Confundi muitas noites cólicas com cansaço do Lucas nos primeiros meses. Eles choram muito quando estão cansados. O sono é uma coisinha chata que fica coçando os olhinhos que eles querem manter abertos pra ver tanta coisa interessante e nova pra eles. O corpinho cansado. Eles não sabem o que fazer pra aquilo passar então choram. Precisam dormir bem de dia e se deitar cedo de noite, entre 18 e 20h é o ideal e mais saudável também. Criar uma rotina pra hora de dormir é fundamental.
Eu nunca tive horário pra nada nem rotina, mas um bebê precisa disso e a gente muda por eles.

Amamentar é divino
Insista, seja determinada porque vale a pena. Eu ouvi de 2 enfermeiras no hospital que meu leite não iria descer e meu bico era muito pequeno. Cheguei a comprar leite artificial, mas não dei. O Lucas começou a desidratar até que meu leite desceu. Hoje acho que deveria ter dado no copinho mais vezes como pediu a pediatra pra não chegar a desidratar, mas minha vontade de amamentar era tão forte e eu tinha certeza que daria certo. O apoio da minha GO, marido e mãe foi fundamental nesse sentido também.
Ouvi também que meu bebê era "glutão" e deveria esperar mais que 2h de intervalo entre as mamadas.
Gente, passa tão rápido. Lucas sempre mamou em livre demanda e intervalos curtos e sobrevivi. Nunca foi glutão, mamava de pouquinho em pouquinho, no ritmo dele, como manda a natureza. Aos 5 meses começou com a frutinha por causa do refluxo e os intervalos a partir dai, gradualmente aumentaram. Quando entram as papinhas a amamentação fica muito light, mamam bem menos que antes...passou rápido demais, foi maravilhoso e faria igualzinho.
E mais:
-Não precisa preparar os seios pra amamentar. Essa coisa de pomada, pegar sol, não é necessário. As conchas sim, logo no começo da amamentação são maravilhosas! Ajudam a formar o bico, a arejar o mamilo e seguram aquele leite todo que fica saindo entre uma mamada e outra. As pomadas ajudam depois, caso sinta alguma dorzinha após dar de mama, lave o seio e passe uma pomadinha depois a concha. Assim evita que a dor aumente. Isso também passa rápido.
- Tome muito líquido sempre na vida, na gravidez, antes, depois, eternamente.

Compras
- Do enxoval: Não se preocupe com números, quantos bodies tamanho RN, quantos P, quanto disso ou daquilo, isso nem tem importância depois. Dá tudo certo, teu bebê não vai andar pelado de fraldas por ai, prometo. Sempre tem suficiente. Tive sorte de herdar muitas roupinhas do Théo, filho de uma amiga muito querida. Aceite emprestado, aceite herdado, tudo é válido. E se faltar compre conforme necessidade.
Comprei muita coisa, algumas acho dispensáveis como a capa de amamentar que acabei usando pra proteger o Lucas do sol no carrinho já que em público com ou sem capa ele nunca mamou direito, sempre se distraiu muito.
-Outra coisa que acho bem dispensável: móbile. Esse não comprei. Se você ganhar sugiro colocar no trocador. Vai ser muito mais útil. No berço teria prejudicado ainda mais o sono do Lucas, ele certamente ficaria elétrico querendo pegar os objetos em movimento. Depois que eles aprendem a virar é uma luta trocar as fraldas e a gente se vira num polvo pra segurar eles de barriga pra cima oferecendo qualquer coisa que os distraiam. Um móbile no trocador acho que ajudaria.
-Protetor de berço: compre fininho, não fofão...quando eles aprendem a levantar podem usar os fofos como degrau e a gente acaba tirando do berço por segurança...os fininhos protegem das cabeçadas que eles dão dormindo girando rs sem oferecer perigo de subirem.
-Carrinho: tenho dois. Um pesadão que mostrei AQUI, que é bem confortável pro Lucas e muito nos ajudou no 1º mês pra ele dormir ao lado da minha cama, mas que é um trambolhão dentro de casa. É bom de andar com ele nas ruas com essas calçadas de terceiro mundo quebradas e mal cuidadas, sem rampas. Foi caro, muito caro...não compraria de novo. Tem modelos mais leves que viram de frente pra gente pro bebê ir nos olhando que acho melhores. Comprei pela internet, acho melhor comprar ao vivo, experimentando movimentar, fechar, essas coisas.
E tenho um modelo que deixo dentro do carro que levamos na viagem já que o de cima ocupa um porta-malas quase todo. Foi a vovó Eva que nos deu pra usarmos em POA, da mesma marca, mas acho pesado. 2 carrinhos e poderia ter sido 1 só melhor escolhido. Faz parte.

Fraldas
- Uma coisa bem pessoal: acho estoque de fraldas um desperdício de espaço dentro de casa. Preferi ir comprando conforme necessidade, testando qual fralda me adaptaria melhor, mudando tamanho sem ficar com fraldas sobrando em casa porque deixaram de servir e recomendo assim. Sou fã da pampers pacote verde, é a mais leve e mais macia. O Lucas nunca teve uma assadura. Uso bepantol baby em quase todas trocas de fraldas - tem vezes que é impossível ele foge pelado engantinhando pela casa. Quando tem cocô tiro o "grosso" com lenço umidecido e depois ainda passo um algodãozinho com água (mini borrifador no trocador é melhor que uma garrafa térmica que usamos só nos primeiros meses), seco com fraldinha de pano, passo a pomada e coloco a fralda. Adoro deixar bem limpinho, sequinho e cheiroso. Um produto que gosto também é o higiapele da johnson.

Mamadeiras
Não compre, se ganhar troque por outra coisa.  Espere chegar a hora dos sucos.
Tenho da Chicco, MAM, NUK, Neopan, Avent. Uso todas! No começo dos 1ºs suquinhos o Lucas só pegava a da Neopan, com bico ortodôntico. Agora pega todas, mas as que ele menos brinca de morder o bico são as de bico ortodôntico da NUK. Isso a gente só sabe experimentando. Existe um universo de mamadeiras, bicos, nº de bico 1, 2, 3 fisiológico, ortodôntico, BPA free...é um monte de novidade pra quem nada sabia sobre mamadeiras...e nessa confusão toda comprei uma de cada pra ver qual a diferença entre elas. A que ganhei da Chicco é 0+ pra recém nascido e graças a Deus não foi usada. Desperdício. Comprei outro bico pra ela com 3 furos 4+ (=  partir de 4 meses) e ai o Lucas agora que está deixando de mamar no peito as vezes mama nesta. Mas a melhor é da NUK que também tive que mudar de bico pra um nº2 pra leite, porque tem líquidos engrossados, leite, água e chá. Muitas categorias. Confesso que isso me irrita rs. Uso separado uma só água, porque água pra mim não pode ter gosto de outra coisa. Outra só pra suco e agora uma pro leite :(

Cadeira de alimentação
Tenho certeza que a MINHA ESCOLHIDA ajudou muito ao Lucas aceitar comer de tudo.
É muito boa a cadeira que compramos. Super confortável, ele adora e quando usamos outras ele quer descer logo. O que é mais legal nessa cadeira, na minha observação, é o apoio dos pés pro bebê não ficar escorregando.


O principal
Bebês vêm sim com manual de instruções. É só observar. É só ter paciência. É só acreditar no instinto materno. Antes de qualquer atitude, de qualquer escolha, eu me coloco no lugar do Lucas e procuro pensar como ele se sente. Por exemplo: um bebê chorando num restaurante. Tá "chatinho"? Chata é a mãe dele que acha que ele vai entender e esperar todos terminarem de comer pra só depois ele ir embora dormir na cama dele como deseja. Chato é o pai dele que esqueceu a mamadeira. Chata é a vó dele que colocou pressão pra ele estar presente no aniversário dela numa churrascaria barulhenta as 11 da noite.
Respeite seu filho, é a melhor caminho.


PS Lá na batatinha tem um especial gravidez bem legal.
PS+1 Amigas mães comentem acrescentando suas dicas e observações para minhas caras leitoras rs. Deixem seus links, sintam-se em casa.

 




5 comentários:

Tchella disse...

AMEI: - Ao invés de ouvir o "durma agora porque depois não vai mais dormir" eu penso que seria melhor "já vai reduzindo as horas de sono pra ir se acostumando". Comece a acordar cedo entre 6 e 7h todos os dias, inclusive sábado e domingo.

É BEM ISSO MESMO!!!

aqui eu estava mesmo pensando em comentar no blog, olha só... ganhei ums 2 mamadeiras da minha cunhada q o nene dela nao se adaptou e eu tinha comprado mais duas da avent, lucas nunca nem tocou em nenhuma, depois qdo precisei deixar ele com minha sogra 1 unica vez a pediatra mandou dar no copinho... okay, vi q ele nao usaria a bendita fui la e comprei 3769820 copinhos lindos, agora q estou pensando no desmame, comentei com a pedi (hoje) sobre como fica essa questao do leite, se dou ninho e tal... ela disse para nao dar nada!!!!! (e meus copinhoooos? eu pensei!!) disse p dar só iogurte q quem precisa de leite de vaca é bezerro.

eai jose? e meus copinhos? vamos o pai e eu tomar nos copinhos agora hahahah

Aprendendo a ser Mãe disse...

amiga.. exato e na medida certa cada linha ! adorei o post.. me identifiquei muito !

Neide Medeiros disse...

Gostei da parte que fala que eles possuem um manual natural. É a pura verdade! Também em relação ao enxoval, não comprei nada em exagero nem de marca. Tiveram roupinhas (pijaminhas, pagão, etc) que comprei em lojas super populares e não tinham nenhuma diferença das que encontrei em lojas "com marca". Meu único problema foi com relação ao clima. Meu Lucas nasceu no final do inverno, coisa de louco!!! A gente nunca sabe exatamente o que comprar, se vai estar frio ainda ainda ou não. Algumas loucuras que cometi levando em consideração a "experiência dos mais velhos": levar o Lucas a lugares públicos e aglomerados com poucos dias (jamais façam isso, é literalmente uma LOUCURA), viajar com poucos dias (além de perigoso é altamente ESTRESSANTE), sair de sua casa para ficar "alguns dias" na casa de parentes (é um tal de faz isso, se eu fosse vc faria aquilo, e bla bla bla. NADA MELHOR QUE NOSSO CANTO NESTE MOMENTO). Tirando essas pequenas loucuras, no geral tive uma gestação super tranquila, trabalhei até o dia do parto, trabalhei em casa depois do parto (que tb considerei um stress, a gente não curte o baby como gostaria e o tempo passa bem mais rápido, se pudesse teria feito diferente, mas infelizmente sou uma workaholic :/). Outra coisa, as pessoas ADORAM nos assustar em relação aos primeiros meses. Meu GO (super desencanado) disse uma coisa super certa "mãe tranquila, bebê tranquilo" FATO. Sendo assim não me ative ao terrorismo do povo. Nosso controle psicológico nessas horas conta muito, e eles(babys) sentem.
Dietas: quando fiz e qd não fiz ele teve as cólicas, então, desisti de dietas e comi de tudo. Leite então, foram caixas de Ninho do Zafari (nunca tomei tanto café com leite na vida rsrsr)desde o dia que ele nasceu, só evitei cítricos. Frases inesquecíveis do meu GO que serviram no meu caso: "dieta? pra que?" "cinta? isso não resolve", "voltar a trabalhar com 2 meses? vc não vai conseguir", "amamentar? isso é fundamental", "cesárea não é um bicho", "gravidez não é sinônimo de sofrimento - vida normal". kkkk
Espero ter ajudado com minhas experiências tb.. show teu blog!

Bettina disse...

Adorei Nessa. É isso mesmo, muitas vezes o menos é mai.

E a percepção que a gente acaba tendo das necessidades dele é maravilhosa. Na maioria das vezes o instinto aliado a algumas "obras básicas" é o suficiente!

Beijos mil!

Ana cristina disse...

oi Nessa, eu sou uma das suas caras leitoras rsrs...

conheci seu blog na minha gravidez qdo minha placenta tava grau 2 com 29 semanas, graças a Deus chegamos as 39 e meu bebe tá um fofo aqui comigo, SEMPRE que tenho duvidas releio seu blog rsrs, acho lindo a forma de vc se relacionar com o Lucas e lindo o respeito que vc tem por ele... que continue colhendo coisas boas sempreee

ah qto a dicas: NÃO VÁ PRA CASA DE PARENTES COM RECÉN NASCIDO, meu bebe tem 1 mes estou na casa da minha mãe, já faz 1 semana e é todo mundo dando opinião, e isso além de me estressar, dá a impressão que até aqui fiz tudo errado e olha que vou ficar aqui até o ano novo...então fica a dica!!

bjim